por Consórcio PCJ

O município de Indaiatuba (SP), associado ao Consórcio PCJ, por meio do Saae (Serviço Autônomo de Água e Esgoto), iniciou em junho de 2015 a construção de um moderno e interativo Museu da Água, que terá como objetivo valorizar os recursos hídricos através de atividades ambientais e pedagógicas. Na última quarta-feira, dia 16 de dezembro, o secretário executivo do Consórcio PCJ, Francisco Lahóz, visitou o local onde será o futuro Museu ao lado do engenheiro responsável pela obra, Jorge Vernaglia, da engenheira do Saae, Vanessa Kuhl, e da subsecretária executiva da entidade, Jussara Cordeiro.

O Museu da Água está sendo erguido em área ao lado da Represa do Cupini e as obras estão avançadas. Foi iniciada a fase de acabamento, com a aplicação da massa fina nas paredes e do gesso no teto do prédio principal. A previsão é que o complexo do museu seja inaugurado até o final do primeiro semestre de 2016.

A obra após concluída contará com atividades ambientais e pedagógicas que aliadas à ciência, tecnologia e história em um espaço com instalações interativas, contará a história da água em Indaiatuba, sua importância, e situação da disponibilidade hídrica nas Bacias PCJ e no mundo.

Durante a visita da equipe do Consórcio PCJ, o engenheiro Jorge Vernaglia explicou detalhes de como será o complexo. O Museu contará com instalações pedagógicas e museógrafas, auditório e lanchonete, será conservada a trilha para caminhada pela Mata Atlântica, por onde os visitantes poderão passear.

“A visita a um museu é uma experiência divertida e educativa para toda a família. Será mais um espaço para que a população conheça a importância da água de forma educativa ampliando a consciência ambiental”, destaca o superintendente do Saae, Nilson Gaspar.

_DSC8810

Para o secretário executivo do Consórcio PCJ, o Museu será um importante ponto turístico em Indaiatuba com potencial de atrair visitantes de várias partes das Bacias PCJ e do Brasil. “O Consórcio PCJ tem sensibilizado os municípios da região sobre a necessidade de investimentos em Ecoturismo e Turismo Rural como forma de preservar os mananciais e, também, reascender a atividade econômica, tão abalada pelas crises hídrica, econômica e política, pelas quais passa o nosso país”, comentou.

O Consórcio PCJ em 2015 iniciou a busca por parceiros para desenvolver o Ecoturismo e Turismo Rural nas Bacias PCJ. O município de Indaiatuba torna-se um dos pioneiros em atender a recomendação da entidade com a construção do Museu da Água, inciativa essa com grande potencial para o desenvolvimento do Turismo nas Bacias PCJ e impulsionar a economia local.

Nessa quinta-feira, dia 17, haverá a primeira reunião entre parceiros e os responsáveis pelo projeto do Museu, na qual também participará a gerente técnica do Consórcio PCJ, Andréa Borges, que terá como meta estabelecer as estratégias operacionais e funcionais do Museu da Água. Andréa também é a responsável pelo Programa de Educação Ambiental e pelo Projeto Gota d’Água do Consórcio, que capacita em média 200 mil alunos por ano, e espera poder contribuir entre outras ações, com as propostas de educação ambiental a serem realizadas no futuro Museu da Água.