*Publicado originalmente no portal Pensamento Verde

Uma Passivhaus (casa passiva – termo de origem alemã) pode reduzir em até 90% o consumo de energia em ambientes residenciais. Elas já existem há mais de três décadas, mas têm tomado força na Europa e nos Estados Unidos, países do hemisfério norte com forte dependência de aquecimento.

Um exemplo disso é a Passivhaus localizada em West Kirby, subúrbio de Liverpool, vencedora do prêmio nacional de energia Building and Energy Efficiency Awards, por apresentar uma conta de energia elétrica de cerca de R$ 90 reais por ano, com o mesmo consumo de lâmpadas de 40 watts.

A casa ecológica foi construída em 2014, em alvenaria, nos mesmos moldes de uma construção convencional, mas possui alguns atributos para isolamento térmico e conservação do calor, como janelas de vidros triplos e um sistema de aquecimento e refrigeração que bombeia ar quente para dentro da casa, que consome um total de 3453 kw/hora por ano, mas gera 3338 kw/hora devido à utilização de painéis solares.

O imóvel tem preço competitivo no mercado imobiliário britânico. Ela vale 240 mil libras esterlinas – equivalente a cerca de R$ 1,41 milhão de reais. No entanto, uma casa convencional, construída nos meus moldes, tem custos energéticos de mais de R$ 10 mil anuais.

*www.pensamentoverde.com.br