Seguindo o sucesso do novo acordo global sobre o clima na COP21, em Paris, a atenção agora se volta a medidas práticas para a mobilização de recursos financeiros necessária para efetuar a transição para uma economia de baixo carbono.

Este ano sustenta a promessa de ser o “Ano do Financiamento Verde”. A China estabeleceu um grupo de estudos de Financiamento Verde no G20 para ser copresidido pelo Banco Popular da China e pelo Banco da Inglaterra, com o PNUMA atuando como Secretariado. Muitos outros países estão se direcionando para progressos em escala nacional e global.

A Pesquisa do Programa da ONU para o Meio Ambiente (PNUMA) relativa ao Plano de um Sistema Financeiro Sustentável (UNEP Inquiry), está realizando dois eventos em Londres e Washington D.C. para discutir as suas descobertas e as oportunidades históricas que se apresentam.

O primeiro será realizado nesta quinta-feira (14) em Londres, onde será lançado, no Reino Unido, o relatório do PNUMA chamado ‘O Sistema Financeiro que Necessitamos – Harmonização do Sistema Financeiro com o Desenvolvimento Sustentável’. Na ocasião, também será apresentada a iniciativa de financiamento verde da City of London Corporation.

Em Washington D.C. na sexta-feira (15), um painel discutirá a oportunidade dos Estados Unidos de avançar na liderança em financiamento verde internacional, assim como em inovações nacionais. Durante o evento, o PNUMA também apresentará o seu estudo global.