Piracicaba institui comitê do clima
Compartilhe nas redes sociais

A cidade de Piracicaba instituiu no mês passado o comitê do clima. Intitulado Comclima (Comissão Municipal de Mudança Climática), o grupo é formado por membros do poder público e também da sociedade civil organizada. Discutido desde 2020, o projeto foi reformulado e aprovado pela Câmara da cidade vizinha com ampla participação popular e equidade de gênero. 

“Tivemos que realizar novas adequações até porque o projeto original não contava com uma participação ampla da sociedade. Outro ponto importante foi a equidade de gênero. Nós mulheres somos maioria no Comclima”, afirma Vanessa Hoffmann, integrante do comitê. 

A Comclima conta com 25 integrantes, que virão do Poder Público e, em sua maioria, da sociedade civil. Criada pela lei complementar 420/2020, a comissão iniciou suas atividades em 30 de junho do ano passado, com a eleição de sua diretoria. Tem como principais objetivos revisar, tornar público, acompanhar, garantir e fiscalizar a implementação do Plano Municipal de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas, definindo metas e indicadores. 

De autoria do Executivo, o projeto de lei complementar aprovado em dois turnos pelo Legislativo de fine o número de representantes de cada segmento na Comclima: dois da Secretaria Municipal de Governo (sendo um deles do Departamento de Defesa Civil); um da Secretaria Municipal de Defesa do Meio Ambiente; um da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, Trânsito e Transportes; um da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento; um do Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba; um do Serviço Municipal de Água e Esgoto; um do Grupo Multidisciplinar de Educação Ambiental; e um da Secretaria Estadual de Infraestrutura e Meio Ambiente. 

A comissão também contará com um representante do Comdema (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente); um do Gaema (Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente, do Ministério Público); um da Agência das Bacias PCJ; três do empresariado (sendo dois da indústria e um do setor agrossilvopastoril); quatro de organizações da sociedade civil ou não-governamentais de temática ambiental ou climática; dois de instituições de ensino ou pesquisa; dois de movimentos populares ou sociais organizados; e dois da classe dos trabalhadores rurais (sendo um vinculado a sindicato de trabalhadores rurais e outro, a pequenos produtores).

Powered by Froala Editor