PCJ garante R$ 1,3 mi para saneamento
Recursos serão usados na melhoria da ETE Praia Azul e em nova ETE na Gruta Dainese
Compartilhe nas redes sociais

O DAE (Departamento de Água e Esgoto) de Americana vai receber recursos da ordem de R$ 1,3 milhão para obras de saneamento no município. A verba, encaminhada pelo Consórcio e Agência PCJ – responsáveis pela bacia dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí, será usada na melhoria da eficiência da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) da Praia Azul e em uma nova ETE para tratamento de efluentes que são despejados in natura na Gruta Dainese.


São R$ 623,2 mil para a elaboração de um projeto voltado para a ETE Praia Azul. Segundo projeto, a ideia é melhorar a eficiência da remoção de nutrientes e aumentar a capacidade de tratamento da unidade. A contrapartida da autarquia é de R$ 146,2 mil.


O DAE conseguiu ainda R$ 414 mil para outro projeto, o qual tratará de uma nova ETE para recebimento e tratamento dos efluentes atualmente lançados no córrego da Gruta Dainese. A contrapartida, neste caso, será de R$ 97,2 mil.


“Estas iniciativas têm uma enorme relevância em virtude da importância dos projetos do Fehidro para cada um dos projetos e seus municípios. E isso se mostra ainda mais importante, especialmente pelo fato dos constantes ciclos de estresse hídrico que acomete a toda região das Bacias”, ressaltou o presidente dos Comitês PCJ, Luciano Almeida, que também é prefeito de Piracicaba.


PRIORIDADES

“Após a aprovação do Plano das Bacias PCJ para o período 2020 a 2035, os processos de distribuição de recursos conduzidos pelos Comitês e Agência das Bacias PCJ têm buscado atender às prioridades estabelecidas naquele documento. As indicações de empreendimentos, nesse sentido, são passos importantes rumo à implementação do Plano, cujas metas e diretrizes buscam garantir a sustentabilidade hídrica na região”, destacou o secretário-executivo dos Comitês PCJ, André Navarro.


Além de Americana, Hortolândia, Nova Odessa e Santa Bárbara d’Oeste também serão comtempladas com recursos que, somados, chegam a R$ 4,4 milhões. Os contratos relacionados aos repasses só serão firmados após o período eleitoral, conforme determina a legislação. Depois, caberá às administrações municipais realizar as licitações necessárias.

Powered by Froala Editor